STF vai revisitar foro e terá de resolver ‘pontas soltas’

Nosso sócio Davi Tangerino participou de reportagem do Estadão sobre o alcance do foro privilegiado, assunto que está em debate após decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli de suspender a operação de busca e apreensão no gabinete do senador José Serra.

O que legou Toffoli a suspender a operação nas dependências do Senado foi o risco de as provas colhidas na investigação incluírem objetos ligados ao exercício do atual mandato. Serra não ocupa mais o cargo durante o qual o delito teria sido cometido. “É plausível a preocupação do ministro Dias Toffoli; no gabinete do senador espera-se haver documentos, informações, dados associados ao cargo atual”, avalia Davi.

Confira a matéria na íntegra.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.