Autores de impeachment dizem que vetar fundo eleitoral não é crime de responsabilidade

O jornal O Estado de S. Paulo conversou com o sócio Davi Tangerino sobre a possibilidade de um veto presidencial ao fundo eleitoral de R$ 2 bilhões implicar em crime de responsabilidade e, consequentemente, um processo de impeachment.

Davi ressaltou, na reportagem, que a ação não configura crime de responsabilidade do presidente da República. “Se fosse uma matéria sobre a qual ele não tem a possibilidade de veto, a lei sequer seria encaminhada pra ele”.

Confira a matéria completa.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.