Defesa de Lula anuncia próximos passos enquanto derrotados miram mudança no STF em 2021

O sócio do DTSC Davi Tangerino conversou com a versão brasileira do site El País sobre os próximos passos que a defesa de presos após a 2ª instância, como o ex-presidente Lula, podem tomar após a decisão de ontem do STF contra a prisão antes da decisão transitada em julgado.

“O juiz de execução penal pode automaticamente colocar em liberdade os presos nessa condição. Mas o mais provável e até de certa forma conveniente é que ouça antes o Ministério Público. Da mesma forma, a defesa do réu também poderá fazer esse pedido e provavelmente o Ministério Público será ouvido.”

Confira a matéria completa.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.